Skip to content

Julianne Moore – esbanjando talento

05/02/2008

Adoro essa atriz, acho-a o máximo e quando a vejo num filme já sei que vai ser bom, porque tem um nome a zelar como ela não vai aceitar qualquer papel. Abaixo mais sobre ela:

Julianne Moore, nome artístico de Julie Anne Smith, (Fayetteville, 3 de dezembro de 1960) é uma atriz estadunidense.

Filha de um juiz militar e de uma psicóloga, ela tem um irmão e uma irmã. Em função das atividades do pai, a família circulava pelo mundo e morou no Alasca, em Paris, na Alemanha e na América do Sul.

Em 1983, Julianne Moore formou-se em arte dramática pela Universidade de Boston. Mudou-se para Nova York e começou a batalhar pela carreira de atriz, atuando em produções do circuito off-Boadway. Estreou na TV em 1985, na série As the World Turns, que durou três anos.

Entre seus primeiros filmes está Benny & Joon – Corações em Conflito, onde faz a namorada de Aidan Quinn.

Atualmente está casada com o diretor Bart Freundlich (17 de janeiro de 1970),
que a dirigiu em O Mitos das Digitais (The Myth of fingerprints),
Cidadão do Mundo(World traveler) e no ainda inédito no Brasil
Totalmente Apaixonados (Trust the Man). O casal está junto desde 1997
mas o casamento só aconteceu em 23 de agosto de 2003. Têm dois filhos,
Caleb (4 de dezembro de 1997) e Liv Helen (11 de abril de 2002).

Já foi indicada quatro vezes ao Oscar,
melhor atriz por Fim de Caso (2000) e Longe do Paraíso (2002) e melhor
atriz coadjuvante por Boogie Nights – Prazer Sem Limites (1998) e As
Horas (2002).

Filmografia:

  • 2008 – Ensaio Sobre a Cegueira
  • 2007 – Morgan’s Summit (em produção)
  • 2007 – Não Estou Lá
  • 2007 – Savage Grace
  • 2007 – O Vidente
  • 2006 – Filhos da Esperança (Children of Men)
  • 2006 – A Cor de um Crime (Freedomland)
  • 2005 – The Prize Winner of Defiance, Ohio
  • 2005 – Totalmente Apaixonados (Trust the Man)
  • 2004 – Os Esquecidos (The Forgotten)
  • 2004 – Marie and Bruce
  • 2004 – Leis da atração (Laws of attraction)
  • 2002 – As horas (The Hours)
  • 2002 – Longe do Paraíso (Far from heaven)
  • 2001 – Evolução (Evolution)
  • 2001 – Chegadas e Partidas (The Shipping News)
  • 2001 – Hannibal (Hannibal)
  • 2001 – O Tigrão (The Ladies Man)
  • 2001 – Cidadão do Mundo (World Traveler)
  • 2000 – Not I
  • 1999 – Magnólia (Magnolia)
  • 1999 – Fim de caso (The End of The Affair)
  • 1999 – O Mapa do Mundo (A map of the world)
  • 1999 – Um marido ideal (An ideal husband)
  • 1999 – A fortuna de Cookie (Cookie’s fortune)
  • 1998 – Psicose ( Psycho)
  • 1998 – Chicago Cab
  • 1998 – O grande Lebowski (The Big Lebowski)
  • 1997 – Boogie nights – prazer sem limites (Boogie Nights)
  • 1997 – O mito das digitais (The Myth of fingerprints)
  • 1997 – O Mundo Perdido – Jurassic Park (The Lost World: Jurassic Park)
  • 1996 – Os amores de Picasso (Surviving Picasso)
  • 1995 – Assassinos (Assassins)
  • 1995 – Nove meses (Nine months)
  • 1995 – A salvo (Safe)
  • 1995 – Dupla sem par (Roommates)
  • 1994 – Tio Vanya em Nova York (Vanya on 42nd Street)
  • 1993 – Short Curts – Cenas da vida (Short Curts)
  • 1993 – O fugitivo (The Fugitive)
  • 1993 – Benny & Joon – Corações em conflito (Benny & Joon)
  • 1993 – Corpo em evidência (Body of evidence)
  • 1992 – Um perigo de mulher (The Gun in Betty Lou’s handbag)
  • 1992 – A mão que balança o berço (The Hand that rocks the cradle)
  • 1991 – Feitiço mortal (Cast a deadly spell) (TV)
  • 1991 – The Last to go, (TV)
  • 1990 – Tales from the Darkside: The Movie
  • 1989 – Money, power, murder (TV)
  • 1988 – Slaughterhouse 2

No filme “A cor de um crime” ela estava sensacional, uma autêntica doida varrida. E ela faz papel de torturada mental muito bem, convence mesmo. A gente fica com medo e com pena, dá vontade de dar o número do “Neuróticos Anônimos” pra ela.
Há muitos filmes que ganham colorido e só valem a pena porque ela está neles, com certeza sem ela esses filmes perderiam o brilho, a graça, a razão de ser.
Uma senhora atriz e além de tudo dona de uma beleza versátil e exótica. A cada filme ela tem um rosto diferente, parece velha, moça, atraente, neurótica. O rosto mostra as emoções de forma tão eficaz que ela nem precisa falar. Um olhar já é suficiente pra gente entender tudinho. Filme com ela vale a pena, mas acho que ela devia participar de pelo menos 3 por ano, de preferência com o Morgan Freeman.

(zailda mendes)

Anúncios

From → atriz, Julianne Moore

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: